Padre Carlos Wech de Ribeirão Pequeno - Distrito de Ribeirão Pequeno

publicado em:20/03/18 12:55 AM por: Jurandir Figueiredo Histórias e FatosArtigos e NotíciasGente da TerraPadre Carlos WechReligião

Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2006 | 6 comentários

Jesus nos deixou mensagens maravilhosas, imortais, plenas de vida, é uma mensagem de paz imortal. Padre Carlos Wech, nascido a 20 de novembro de 1933, nessa comunidade, filho de José Silvestre Wech e Ana Laurinda Bitencourt Wech. O casal teve 13 filhos. Órfão de mãe, Carlos sempre demonstrava olhar triste, reflexitivo e recebeu o apelido de Tempo Triste, nome dado a um pássaro comum na região que tinha em seu canto um som parecido com essas palavras.

Padre Carlos Wech de Ribeirão Pequeno 1Não sei que idade tinha, mas tia Pedra irmã mais velha que estava em casa, já que Bernadete e Lúcia já eram casadas… dedicada aos trabalhos da igreja, chegou de uma missa celebrada pelo padre Bernado Felipe e olhando os irmãos Luiz, Eliseu, Sebastião, Carlos, Silvestre e Antonio, jantando sentados em uma esteira a qual suportava um grande aguidal (prato grande a que chamavam aguidal) falou: O padre hoje na igreja perguntou se algum menino daqui quer entrar no seminário e ser padre: no meio do silêncio um deles fala: Eu queria ser padre. Era ele o menino Carlos, sentindo o seu chamado.
Daí começou a luta da família para que ele ingressasse no seminário, eu imagino se hoje com todos os recursos que temos, não é fácil estudar um filho, a agonia do meu avô vendo um filho querer ser sacerdote, sem condições de ajuda-lo.
Essa parte da vida dele eu comparo com aquele menino que se fez de pequeno, peregrino, pobre, desprotegido, nascido em uma gruta, e depois se tornou a maior fonte de graça, foi seguindo os passos desse menino que Ribeirão Pequeno tem um filho, este tesouro de graça, Padre Carlos Wech.

Padre Carlos Wech de Ribeirão Pequeno 2Desde os primeiros passos para realização do centenário nós contamos com a ajuda dele. De domingo dia 04/12/2005 à 11/12/2005, ele esteve entre nós. Visitou nossos doentes, comparecia sempre de batina como era antigamente, celebrou novenas em Latim, missas foram celebradas com exceção do dia 06/12/2005, que estiveram conosco o Sr, Bispo Dom Jacinto, Padre Valdir, todos os outros dias foi o nosso orientador presidindo as celebrações.
Representou todos nós. Agradecendo a presença de Dom Jacinto e celebrou com ele. Obrigado por tudo. Lembro-me bem das palavras dele quando chegamos em casa naquele dia 11/12/2005 – Agora toma um banho e dorme, deu tudo certo, dirigindo-se a minha pessoa. Mas acho que ele era o mais cansado entre todos nós.
Não temos palavras para agradecer tudo que já fez pela nossa comunidade, é quase impossível passarmos uma festa de São Brás sem a presença dele.
Santa Terezinha, a padroeira das vocações te faça cada dia mais humilde, pequeno, amado para que o elevador que te traz até nós seja sempre os braços de Jesus e a ternura de Maria.

No Album do Site você encontra fotos da Ordenação do Padre Carlos.

Enviado por: Fatima Vech Duarte

 

Comentários

1 -Jurandir Figueiredo ·
Fatima Vech Duarte, é uma colaboradora muito especial deste site, foi ela com toda sua generosidade e paixão pelo Ribeirão, num gesto de bondade que me passou os primeiros textos sobre a história de nossa terra, ribeironense abençada, com grande sabedoria e conhece muito das histórias daqui, eu tenho muito a agradecer a essa amiga… Faz muito pelo Ribeirão…. Abraços.

1.1- Marcio Corrêa 05/12/2006
Fatima Esse padre para nós é um diamante que não precisa ser lapidado Deus já- colocou sua mão protetoura nessa fabrica de pedras preciosas que é Ribeirão não tinha presente melhor para nós desse pequeno Ribeirão do que receber essa maravilha. Essa familia tem que ter orgulho mesmo pois peguei um pedacinho das dificuldades de Nossa Terrinha mas aonde Deus está não se sente dificuldades de nada o exemplo é vc mesmo com sua boa vontade de ajudar o proximo e fazendo tudo como manda o figurino meus parabens pois é de gente assim que Rib precisa ,lutar é a meta que Deus te de muita saude e alegrias para vc continuar sua missão em prol seus conterraneos continuas assim amiga concerteza vc tera sua recompença la no ceu junto a Nosso Pai Maior mais uma vez meus parabens a todas as pessoas que de uma maneira ou de outra deram sua contribuição a essa festa maravilhosa que tive a oportunidade de ver somente por dvd mais mesmo assim valeu a pena, fiquei triste de não estar presente estavamos viajando para o Nordeste mais acompanhei pelas gravaçôes estava lindo demais tenho tudo arquivado esse tessouro. abraçossssssssssssssss

2 – Renato Wech Adriano 17/12/2006
Como Deus é caprichoso. De um lugar tão pobre e simples, nascem pessoas iluminadas. Parabéns Ribeirão pequeno.

3 – Nilda Figueiredo Correa 29/12/2006
Sou afilhada de Batismo deste grandioso homem. Concordo plenamente com o Renato, geralmente as pessoas iluminadas nascem num lugar simples e abençoados por Deus.

4 – antonio francisco duarte 12/01/2007
Lembro muito bem do dia da ordenação do Padre Carlos, foi quando eu, o carlos, meu irmão, e outros meninos de Ribeirão ajudamos como coroinha na celebração da Santa Missa de ordenação. Alí no centro da praça foi montado o palanque para a celebração. Tem alguma foto no site daquele santo evento. Cristo passou por Ribeirão Pequeno. Abraços. Fpolis, 12/01/2007. Antonio Duarte (branco). markconsult@bol.com.br

5- Ir. Henrique Duarte 05/03/2007
Sim. Querido Pe. Carlos, certamente exemplo de muitos na comunidade. Hoje também humildemente sigo minha vocação de Irmão Noviço no Instituto dos Irmãos Maristas e tenho o como exemplo de vocação. Certamente minha missão junto a Igreja e ao povo de Deus não será como Padre, mas me remete muito aquilo que de legado vi nesta pessoa. Serviço, prontidão simplicidade e principalmente um olhar aguçado para a realidade de todos. Não esqueci de minhas raizes, mas como religioso sigo uma filosofia de vida que me remete ao despreendimento de certas coisas e uma delas é estar com o espírito voltado para a missão! Pe .Carlos é um instrumento de Deus muito precioso na comunidade, é preciso preservá-lo, é preciso principalmente prestar atenção no que é vivido… Abraços desde ja!

6 – Artur de Bem Duarte 02/01/2009
O querido PE. CARLOS foi uma benção que Jesus e todos os santos deram a nossa comunidade. Com certeza a oração e os esforços de todos, nas comunidades próximas aos Ribeirão, contribuíram para que ele se tornasse Padre. Deus o conserve com saúde para continuar servindo as comunidades para onde for designado. Abraços a todos.



A última modificação foi feita em:março 11th, 2019 as 11:43 PM


Post Tags


Comentários



Adicionar Comentário