Antonio Manoel Araújo - Distrito de Ribeirão Pequeno

publicado em:20/03/18 1:10 AM por: Jurandir Figueiredo Histórias e FatosGente da Terra

Sábado, 17 de Fevereiro de 2007 | 12 comentários

Antonio Manoel Araújo 1Antonio Manoel Araújo Natural de Ribeirão Pequeno nasceu em 1891 e faleceu em 1970. Foi casado com Carmelita Reis de Araujo, o casal teve 20 filhos.

Na década de 20, foi um importante comerciante na comunidade de Ribeirão, era dono e administrava um Armazém ao Lado da casa do Seu Vidoca, bem na Praça de Ribeirão Pequeno, tambem transportava mercadorias por canoa de convés a remo e a vela pelo rio que naquela época era um corredor de distribuição de produtos da Colonia. O rio era navegável de Armazém a Laguna e era desta forma que se trazia para exportação os alimentos produzidos na região.

Na decada 30 – se estabeleceu com uma olaria no sertão do Parobé onde faziam os mais diversos tipos de lousas e tijolos, é fato que os tijolos da antiga casa Paroquial foram produzidos naquela olaria. Assim que chegou ao Sertão plantou um pé de manga, que está lá até os dias de hoje, por muito tempo essa Mangueira serviu de sombra ( descanso ) para os Ribeironenses que iam para Km 37 pelo Sertão.

Antonio Manoel Araújo 2

Morou no Sertão do Parobé até 1939, onde buscando novas oportunidades para a familia, estudo dos filhos mudou-se para Criciuma.

Enviado por: Tobias de Araujo

 

Comentários

1 – Jurandir S Figueiredo 17/02/2007
Muito importante esse relato, e minha felicidade se completa quando converso com Seu Tobias que é filho de Antonio Manoel Araujo, mora atualmente em cabeçudas, é um senhor que tem um prazer em falar e relembrar suas origens. Já conheço seu Tobias a um Certo tempo mas somente o Site veio mostrar que somos conterraneos. O Ribeirão é assim pequeno só no nome, pois em todo lugar estamos encontrando histórias e fatos que a cada dia iremos juntos resgatar. Obrigado seu Tobias.

2 – Miriam de Fatima Menezes Santarem 25/02/2007
O Ribeirão realmente é muito grande e está espalhado até aqui no Rio de Janeiro onde moro eu Miriam,minha mãe Carminha esposa do Hugo filho do Seu Vidoca, tenho dois filhos :Bruno e Bernardo que são apaixonados pelas lembranças que passo para eles do meu querido e saudoso pai que morreu mas está vivo em nossas lembranças do Ribeirão.Não posso deixar de relatar que meu marido também gosta demais das lembranças que tenho e todos os anos passamos nossas férias ma Barranceira com a Teresa filha do Tio Jaci.

3 – manoel francisco araujo-kiko 25/02/2007
sou araujo, filho de josé araujo neto de lidio josé araujo da figueira, e gostaria de saber se temos parentesco com essa familia, pois estou sempre procurando a história da familia araujo, não conheci meu vô, mas sei que ele era mascateiro na época, ia de canoa até imarui fazer seus negócios, tinha meu tio antonio lidio araujo do parobé, que já faleceu esposo da tia denicia que mora ainda no parobé. Eu tinha uma loja de surf no centro de laguna, hoje continuo fazendo as camisetas vento nordeste, tenho o site www.ventonordeste.com.br gostaria que alguem me informasse, um abração kiko

4 – WALTER DE BEM DUARTE 27/02/2007
É uma coisa incrivel , por onde se anda nestas regiões ,sul e sudeste invariavelmente voce vai encontrar alguém que é, ou decende de Ribeirão Pequeno, por isto não duvidem se deserem que algo começou lá Abraços Walter

5 – Marcinho Corrêa 01/03/2007
Ola Mirian sei que vc não lembra de mim, mas eu lembro -me muito bem de vcs e principalmente de seu falecido pai huguinho Menezes o oficial de Ribeirão filho de Canuto Menezes e dona Tereza quanta saudades daquela casa que nos meus tempos de criança ajudava seu Vidoca a carregar as lenhas para usar no fogão porque naquele tempo não tinha fogão a gaz em Rib.Lembro-me de sua mãe Carminha com aquele bronzeado que só as cariocas eram capazes de exibir lembro-me do Zequinha-da Ninita-do Jaci-da Zizinha- do Tito lembro até das casinhas de abelhas que seu avo tinha lá atras na cachoeira,daquela bomba de puxar água do lado da area lembro-me de tudo com detalhes Mirian então faz o seguinte entre no site de Rib em lembraças que vcs vão ver fotos da familia principalmente naquelas da celebração da primeira missa de pe Carlos Veck na praça de Rib os amigos aqui de Ribeirão falam sempre no nome de seu pai, Quando vcs vierem novamente na Barranceira dão um pulinho até Rib apezar de não ser mais como era mais sempre vale a pena relembrar.Muito obrigado pelas lembranças e nossa terrinha está sempre de coração aberto para recebe-las que Deus proteja sempre sua familia e que vc continue sempre com boas lembranças de nosso torrão Natal. Tudo de bom

6 – Clauder Esmeraldio 06/03/2008
Olá a todos! Somente hoje tive conhecimento deste site e de seu conteúdo, através do meu tio avo , Tobias de Araujo, através de uma conversa informal em uma visita a residência de meus pais, João batista Esmeraldino e Kelcia Brellünger Esmeraldino, que residem em Florianópolis. Navegar neste site foi muito legal, nele conheci um pouco mais da historio de meu bisavô, Antonio Manoel Araujo.

7 – Robert bernrado correia de araujo 19/08/2008
gostaria de saber se tenho parentesco com vcs pois estou tentando fazer a arvore da familia

8 – Robert bernardo correia de araujo 19/08/2008
qual o nome dos vinte filhos?

9 – luis Henrique de Araújo 25/10/2010
achei interessante localizar alguma coisa sobre meu avô antonio pois comecei a elaborar a genealogia da familia araujo e tenho poucas informações.sou filho de tobias de araujo e gostaria de ter informações para continuar a pesquisa

10 – João Batista Esmeraldino 07/09/2011
Antônio Manoel Araújo e sua esposa Carmelita Reis de Araújo. Natural de Ribeirão pequeno. Muito me orgulho em saber, que tenho raízes desta terrinha, tão meiga e querida. Ainda tenho em minha memória quando pequenino, de uma. Viaje de trem com a minha mãe de tubarão a onde residíamos. Com Destino a o Ribeirão, fazendo uma conexão de canoa a vela e a remo, me lembro ainda que chorava de medo, hoje sinto muita saudade deste tempo, sou sobrinho de Tobias de Araújo que hoje residente em Cabeçuda, e eu hoje moro em Florianópolis, quando posso vou até Ribeirão e me paro sentado na pracinha a admirar a tranquilidade e a paz em que vive a gente desta terra. Meu pai Manoel João esmeraldino (Nec Liza) casado com Doroteia de Araújo era o sapateiro na cidade, algum tempo depois foi para Tubarão. Quero aqui também parabenizar pela bravura de nosso herói eis combatente da 2º guerra mundial, o expedicionário e 2º Tenente de artilharia Jovino Salvador. Enviado por João Batista de Araújo Esmeraldino.

11 – jane martins de araújo 18/10/2011
Como dizia meu avo: os frutos não caem longe da árvore. E assim como meu Avo, meu pai: Tobias de Araújo é um guerreiro desta Terra de gente boa, tenho muito orgulho de ser sua filha. Um beijo

12 – Neli Araujo 28/11/2011
Sou neta de Antonio Manoel de Araujo, filha de Celestino Araujo e Isaura Fernandes Araujo. Conheci esse site através do meu querido Tio Tobias que no início deste ano me levou a Rio Pequeno para conhecer a terra dos nossos antepassados. Parabéns pelo Site e um grande abraço a toda a família ARAUJO.





Comentários



Adicionar Comentário