A LUA - Distrito de Ribeirão Pequeno

publicado em:2/04/18 1:52 PM por: Jurandir Figueiredo Histórias e FatosPoesias de Ribeirão

Domingo, 23 de Novembro de 2008

Ó, lua que clareia lá na rua,
Não há beleza maior
Que apreciar este farol.

É a lua da madrugada
Que alumia minha estrada.
Parece caminhar comigo
À procura de abrigo.

É um farol de luz mansa
Que não queima,
Não ofusca, nem cansa.

É um foco de luz refletida
Recebida lá do sol,
Sobre os campos e o mar.
Cobre de prata como um lençol.

Enviado por: Manoel Liones Adriano



Post Tags


Comentários



Adicionar Comentário